Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Falsos Criativos

Falsos Criativos

01
Jun21

Tragam me um copo, sff


FalsosCriativos

Hoje lembrei me da primeira vez que te vi,

A ti,

meu Alentejo , de meu nao tens nada, a principio rejeitas te me..depois aceitas te e ficas te comigo.

Ficas te comigo ate eu ir embora,

Nunca me perdoas te eu sei, mas sempre te disse que um dia me iria embora, nao eras meu. Eu era tua.. Ohhh se era.

Mas tavas avisado.. Era temporario. 

 

Lembro me dos teus patios, pequenas vilas, as ervas daninhas e um limoeiro no meio, a vizinha de cima meu deus, chataaaa.. Mas adaptamo nos.

Esse patio tinha 3 cadeiras a porta, em tempos, foram as 3 vizinhas, com os anos foram morrendo, ficaram as cadeiras, tornaram se parte do cimento.

Se aqueles patios falassem... 

Ah fuck, 

Se fomos felizes, 

Muitas meias voaram nesses patios.

 

A primeira noite que passei contigo, era noite de largadas, o conceito nao existia na minha mente ate te conhecer, rapazes novos a correr atras de um touro, para mim era animalesco mas foi assim que me apareces te.

No dia a seguir, levas te me a conhecer o campo.. As vistas.. Cada esquina era mais bonita que a outra,

Os campos companham todos os passeios, o cheiro das laranjeiras, dos sobreiros, os rebanhos de cada familia,

La nao havia portas fechadas nem cadeados a prova de tudo

La eras livres

A qualquer hora podias andar na rua. Nao havia medo.

A unica coisa insuportavel, era o calor. Alias. E o frio.

Lembro me das noites serem passadas na rua, sem preocupacao sobre a hora de levantar amanha,

Dormia se pouco mas aproveitava se muito,

A inocencia estava em todas as ruas

La aprendes a viver,

As pessoas ensinam te muito, foi la que aprendi a ouvir.

As historias por muito estranhas que parecam, ensinam te algo, o vinho que as acompanha tambem ajuda. 

Nestes tempos jantava se a porta de casa, 

Nos batareus, 

O cheiro a calor, 

O ar quente ate tarde, 

As garrafas de vinho e os cigarros, 

Ate os gatos ficam bebados, 

Ahhh e os passeios a meio da madrugada a ir buscar pao?? 

Era a forma de curar a ressaca antes dela aparecer. 

Belos tempos, 

Longos dias, 

Curtos desgostos. 

Dizias me sempre, para ser feliz e viver e aqui 

Na cidade e para aprendermos, cultivarmo nos, 

Nao para sermos felizes. 

 

Eu era feliz,

Nao sabia e certo

Mas faltam me coisas

Experiencias,

Faltava me o stress para aprender o quao eu gosto de silencio,

Faltava me a cidade para me dar chapadas e mostrar que estava la bem

Achava eu que ninguem era sensivel no alentejo

Voltei para ca e aprendi que estava bem

Na cidade aprendes a levar porrada

Ao longo das semanas vai te parecendo menos grave

A qualidade de vida perde se

O sorriso tambem

As saudades de ti aumentam..

Criam se planos, um dia volto, abro um hostel,

Tenho uma horta, um cao, um pato,

Um dia..

Mas agora nao da,

O trabalho nao deixa,

Um dia..

Quando tiver sem dentes

Sem pernas

Sem joelhos

Nesse dia eu escolho aproveitar a vida.

 

O teu cheiro,

As tuas ruas,

O teu por do sol,

As tuas corridas,

Ahhh que saudades foda se

Podes apanhar um expresso e vir comigo para a cidade?

Pff, pelos nossos 10 anos,

Podes so vir ca uma temporada?

Eu prometo que volto contigo,

Mas vem,

Abraca me,

Diz me que ta tudo bem,

Que eu sobrevivo,

Que volto a ser feliz,

Traz uma garrafa de vinho,

Um copo barato,

Dizer me que vou conquistar o mundo, 

Que tudo vai correr bem, 

Que ninguem me para, 

Que sou n invencíve l , 

Que vamos ter sucesso em tudo ate no proximo gato, 

 

 

Pff,

Vem,

Fazes me falta. 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O que estou a ler (Vossa I)

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub